E AÍ? O QUE TEM MUDADO NA VIDA DURANTE A GRAVIDEZ?

CHÁ DA GABY | MINHA DECORAÇÃO
14 de Maio de 2018

E AÍ? O QUE TEM MUDADO NA VIDA DURANTE A GRAVIDEZ?

Já faz um tempinho desde meu primeiro relato sobre a descoberta da gravidez né?! Pra ser mais exata, 10 semanas se passaram e estou na 22ª semana da gestação (5 meses e meio). Neste meio tempo já sei que serei mãe de menina e seu nome será HANNAH porque um dos significados deste nome no hebraico é “Graça/presente de Deus”. Quando escrevi o primeiro relato, estava numa fase bem complicada da gestação, pois sentia muito enjoo e medo de tudo que você possa imaginar pois os três primeiros meses são

Já faz um tempinho desde meu primeiro relato sobre a descoberta da gravidez né?!
Pra ser mais exata, 10 semanas se passaram e estou na 22ª semana da gestação (5 meses e meio). Neste meio tempo já sei que serei mãe de menina e seu nome será HANNAH porque um dos significados deste nome no hebraico é “Graça/presente de Deus”.
Quando escrevi o primeiro relato, estava numa fase bem complicada da gestação, pois sentia muito enjoo e medo de tudo que você possa imaginar pois os três primeiros meses são considerados de mais risco. Mas assim como me disseram na 13ª semana a azia e o enjoo INSUPORTÁVEL passaram, aí senti de novo a sensação de ser eu mesma.
A primeira coisa que fiz quando superei a fase de risco da gravidez foi me matricular na academia. Eu praticava corrida, mas optei por parar já que há bastante impacto e porque não conseguia nem comer direito, me sentia sem energia. Com aval do médico quem se sente disposta e já treina regularmente pode continuar correndo. O exercício me ajuda muito com o controle do peso, ansiedade, bem estar, dores nas costas e tenho tentado ser mais saudável há algum tempo, então na gravidez não queria relaxar neste ponto. Faço um treino de musculação leve e um pouco de aeróbico e acho que tem me feito muito bem. No futuro, se eu puder ter parto normal isso com certeza me ajudará muito!
A segunda coisa que fiz foi começar a organizar a casa pra receber meu bebê. Eu percebi o quanto conseguimos executar agora que sei que ela vai chegar… Antes os planos nunca saiam do papel. Estamos esperando a montagem dos móveis do quartinho dela, estamos arrumando algumas coisas que estavam pendentes em casa, e agora estou selecionando tudo que estava no quartinho da bagunça pois ele será o quarto da Hannah.
Estou aprendendo a fazer algo muito importante nestes 5 meses, algo que venho tentando fazer ao longo da vida sem conseguir: Cortar o supérfluo. Como é difícil… Sempre precisamos de mais uma roupa, mais um sapato, mais coisas. Só que agora as prioridades mudaram, e confesso que nunca imaginei que colocar os interesses de alguém acima dos meus seria uma experiência tão desafiadora e enriquecedora.
Outra coisa que mudou muito do começo da gravidez pra agora, é que eu estava muito certa do que eu queria ou não fazer em relação ao futuro… mas algumas situações me mostraram que muitas coisas não estão no meu controle e que eu preciso respeitar o curso do tempo, esperar e só depois decidir.
A realidade mais difícil que estou tendo que lidar na gravidez é a opinião alheia, a falta de empatia e muitas vezes de bom senso de algumas pessoas. Muitos agem como seu obstetra,seu psicólogo, juízes de suas escolhas pessoais, etc. Estou no processo de aprendizado com esta situação… Isso inclui ouvir tudo, filtrar informações, abstrair palpites desnecessários, compreender a boa intenção de alguns, perdoar a maldade de outros, colocar em prática coisa boas e algumas vezes fingir demência também pra não pirar. Mas ainda tenho um longo caminho pela frente neste quesito e muito a aprender.
Estou no segundo trimestre da gestação, e dizem que é o período mais tranquilo e favorável das 40 semanas de gravidez. Vou novamente dar minha visão do que tenho aprendido até aqui, par os três grupos distintos que mencionei no post anterior:
♥ As que não sabem se querem se tornar mães – continue em cima do muro, pois uma vez que você estiver grávida terá que lidar com coisas maiores que você. O velho ditado “na dúvida não faça” cai como uma luva aqui. Se é desafiador lidar com todas as mudanças físicas, mentais, emocionais e hormonais tendo certeza de que deseja um filho, imaginem a confusão e estresse que isso iria gerar não estando certo disso.♥ As que NÃO querem se tornar mães – cuidar de si mesmo é o passo mais importante e primordial pra poder cuidar de outra pessoa. Enquanto você não sentir desejo/necessidade de gerar um ser que dependerá 100% de você e do seu tempo ao longo da vida, você esta correta e sendo muito responsável em não ter filhos. Acho que altruísmo verdadeiro é expresso de forma pura e simples quando você escolhe não prejudicar alguém pelas suas escolhas. Como professora, vejo muitas crianças afetadas emocionalmente porque precisam de muito mais do que os pais gostariam de oferecer em matéria de atenção, carinho e dedicação. Então em minha opinião não ter filhos quando sabemos que não queremos nos comprometer totalmente com uma criança/adolescente é uma opção sabia, honesta e digna.♥ As que QUEREM muito se tornar mães – é como todas as coisas com as quais você sonhou… tem um preço. Mas você se sente abençoada, forte, feliz. No meu caso tive (e tenho) dores e problemas que não teria se não tivesse engravidado… mas se eu pudesse voltar atrás nunca voltaria. A sensação de ter ela na minha barriga é tão maravilhosa que nenhuma dor consegue ser mais importante. Exige mudança de vida, e como toda mudança as vezes é difícil… só que você percebe que é algo transformador e que te faz ampliar sua visão de mundo. Você vai conhecer um tipo de amor e felicidade que nunca conseguirá explicar nem sentir, a menos que seja mãe.
Em resumo vai perceber que era feliz antes de ter este ser na sua barriga, mas que agora se sente completa, realizada, inteira. Agora as coisas começam andar mais depressa, logo compartilho com vocês mais da minha experiência como mãe de primeira viagem!
Um beijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buy now

Receba dicas para seu grande dia!